Reabilitação de crianças e adolescentes com mielomeningocele: Relato de experiência de atuação da enfermagem

O artigo foi desenvolvido por enfermeiras com mais de cinco anos de atuação, em uma rede de hospitais de reabilitação no Brasil, referência em toda América Latina. O objetivo do presente estudo é de relatar a atuação de enfermeiras na reabilitação, de crianças e adolescentes com mielomeningocele. As autoras realizaram reuniões presenciais e por videoconferência, discussões e troca de experiências até o consenso e validação do conteúdo. O relato foi organizado e dividido em três tópicos: capacitação para as atividades de vida diária, capacitação para a reabilitação vesicointestinal, capacitação para as atividades de vida prática: autonomia e participação. As famílias de indivíduos com mielomeningocele enfrentaram dificuldades relacionadas à condição crônica e à escassez de serviço estruturado e humanizado que garanta e capacite quanto ao cuidado domiciliar. O desafio é fornecer subsídios que orientem profissionais na manutenção do cuidado domiciliar, melhorando a comunicação e promovendo a capacitação dos familiares das crianças e adolescentes com mielomeningocele.

FREITAS, G. L. ; SENA, R. R. ; SILVA, J. C. F. E. ; OLIVEIRA, D. C. ; FALEIROS, F. . Reabilitação de crianças e adolescentes com mielomeningocele: relato de experiência de atuação da enfermagem/Rehabilitationofchildrenandadolescentswithmyelomeningocele: nursingpractice report. Ciência, Cuidado e Saúde (Online), v. 15, p. 768, 2016.

Clique aqui para acessar o artigo completo.

Última modificação :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content