Reabilitação intestinal de indivíduos com lesão medular – Produção de vídeo

A lesão medular gera uma condição crônica de saúde ao indivíduo que sofre a injúria e pode acarretar complicações, como o intestino neurogênico. A depender do nível neurológico da lesão, há expectativas de resultados para o funcionamento intestinal e medidas educativas devem ser implementadas ainda na fase aguda da lesão, visando a reabilitação. Estudo de delineamento metodológico que objetivou produzir vídeo educativo com as manobras de esvaziamento intestinal a ser utilizado no preparo de indivíduos com intestino neurogênico. A pesquisa, aprovada pelo Comitê de Ética, foi realizada em quatro etapas: etapa 1: Produção do roteiro e storyboard elaborados a partir das diretrizes do Guia traduzido: “Intestino Neurogênico: Guia para Pessoas com Lesão Medular”; etapa 2: Produção dos instrumentos; etapa 3: Coleta de dados; e por fim etapa 4: Produção do vídeo educativo. Foram utilizados dois instrumentos para a validação do roteiro e storyboard. O instrumento para validação de conteúdo continha 15 questões, divididas em quatro sessões e o de validação técnica possuía 11 questões, divididas em três sessões. Em cada sessão dos instrumentos tinha um campo para sugestões. A validade de conteúdo do roteiro e storyboard foi realizada por um comitê de dez juízes de conteúdo e três juízes técnicos. Os resultados demonstraram que todos os juízes de conteúdo eram do sexo feminino, com idade entre 30 a 58 anos. Quanto à atuação profissional atual e maior titulação acadêmica, a maioria trabalhava na área de reabilitação e tinha mestrado. As alternativas “discordo fortemente” e “não sei”, não foram sinalizadas e a porcentagem de respostas total à opção “concordo fortemente” foi de 57,3% e “concordo” foi de 36,7%. A maioria das sugestões foi relacionada à mudança na linguagem, visando adequação ao público-alvo e para incrementar o uso de fotografias, figuras e animações. Quanto aos juízes técnicos, a maioria era do sexo masculino, com idade entre 37 a 45 anos. Atuavam como analista em mídias digitais e tecnologias educacionais, produção multimídia e em sistemas de informação, com predomínio do título de especialização. A porcentagem total de respostas “concordo fortemente” foi de 78,8% e “concordo” de 21,2%. Ressaltaram nas sugestões, o cuidado na edição e escolha dos recursos audiovisuais, de maneira a favorecer o interesse e a atenção do usuário. Cada item do instrumento de validação do roteiro e storyboard do vídeo obteve mais de 70% do conceito “concordo fortemente” e/ou “concordo” pelos juízes. Posteriormente o roteiro e storyboard foram adequados e as sugestões analisadas e acatadas conforme pertinência. A gravação do vídeo ocorreu no Centro de Simulação e no Centro de Informática de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. A produção do vídeo favoreceu a utilização da prática baseada em evidência e contribuirá para o aprimoramento da assistência de enfermagem, com enfoque na educação de indivíduos com intestino neurogênico e seus cuidadores, além de se constituir em ferramenta tecnológica que poderá ser utilizada em ambiente de aprendizagem virtual e presencial.

CAMPOY, L. ; RABEH, S. A. N. ; NOGUEIRA, P. ; FALEIROS, F. . Reabilitação intestinal de indivíduos com lesão medular: produção de vídeo. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 71, p. 01, 2018.

Clique aqui para acessar o artigo completo.

Última modificação :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content