COVID-19 – Uso de heparina em pacientes graves positivados pelo coronavírus

O Hospital Sírio-Libanês da cidade de São Paulo em parceira com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), constataram uma melhora do funcionamento pulmonar em pacientes com casos graves de coronavírus quanado tratados com o anticoagulante heparina.
A droga (heparina) demonstrou reversão de obstrução dos vasos sanguíneos dos pulmões melhorando a respiração e oxigenação dos pacientes, e com a melhora, estes puderam sair da ventilação mecânica e receber alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.


A ideia deste tratamento surgiu em março, após uma paciente internada em quadro grave por coronavírus na UTI do Hospital Sírio-Libanês, apresentando cianose (ponta dos dedos azuladas) e queda da oxigenação sanguínea. A partir deste e outros casos, autopsias de pessoas que faleceram pela COVID-19 constataram que haviam grande número de trombos na microcirculação pulmonar, confirmando a hipótese de o vírus causar uma coagulação intravascular nos pulmões.

Fonte: Jornal da USP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content