Um dia de cada vez…

Demorou muito e foi bem difícil conseguir que o Lorenzo passasse a se alimentar pela boca. Foram quatros anos de estímulo diário, ininterruptos, com diversos profissionais e especialidades. Tudo se iniciou com a fonoterapia particular, para orientar a sucção, ainda no hospital.

Quanta luta! Quantas fases. Foram muitas lágrimas, gritos e sorrisos. Muitas emoções! Quem vive situações parecidas deve imaginar como é. Foi combinado com a médica de não passar nada via gastrostomia, então no dia seguinte precisei voltar dezz passos atrás. Após todas as emergências, Lorenzo perdeu muito peso e foi preciso aumentar o aporte em mais de 30% da dieta enteral.

No entanto, ele é esforçado e voltou a aceitar o estímulo via oral, após a última cirurgia. Nas últimas três semanas ele já evoluiu muito. Às vezes, tem umas recaídas. Recentemente não quis comer nada no almoço e foram necessários malabares para que ele aceitasse meia colher de sobremesa de arroz com legumes, no jantar. 

Teve colinho de mamãe e rolou até vídeo para o Papai Noel trazer os presentes que ele quer. No entanto, o que importa é que sua movimentação de língua e lábios; a contração muscular; a mastigação em si, está evoluindo. São passos de tartaruga, mas, está acontecendo. 

Um dia comer não será uma tarefa tão árdua e não será preciso treinar mais de quatro ou cinco horas por dia. Enquanto isso, Lorenzo segue com muita fono e muita terapia ocupacional; Assim como muita brincadeira e criatividade, para que todo esse estímulo também não seja exaustivo para ele. 

Acompanhe mais o Lorenzo pelas redes sociais: @todospelolorenzo

Última modificação :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content