Estudo aponta que um brasileiro pode ser salvo a cada quatro minutos com o isolamento social

Pesquisadores do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) realizou um estudo no intuito de identificar quais tendências o vírus evoluiria com a taxa de propagação (aceleração ou desaceleração) com o protocolo de distanciamento social.
O estudo foi dirigido com analise do país de forma geral e após, focado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão e todas grandes regiões do país.
Considerou-se isolamento social de 14 dias (a partir do dia 4 de maio), e os resultados apontaram que, até o dia 19 de maio, 5.513 vidas seriam salvas com o isolamento social, valor este, uma proporção de uma vida a cada quatro minutos.

Os pesquisadores ainda reforçam a importância do isolamento social e a preocupação da falta de adesão da população, encontrada principalmente na região Sudeste do país, a mesma que concentra o maior número de casos pela pandemia.

Confira a matéria completa e a entrevista com o pesquisador aqui.

Fonte: Jornal da USP

Última modificação :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content